quinta-feira, 24 de maio de 2018

Pensamento+Imagens do dia.

As mesmas pessoas que comentam nas televisões sobre futebol(e também outras coisas, pois eles são 'experts' em tudo e mais alguma coisa...apesar de com tanto 'expert' a Nação estar cada vez pior) e percebem perfeitamente o conceito de captar o máximo de receitas para consequentemente poder investir com maior e melhor qualidade no plantel para fazer frente aos rivais…

DELIBERADAMENTE se fazem de parvas e já se 'esquecem' que o investimento nas Forças Armadas Nacionais está relacionado com a capacidade da Nação gerar riqueza. 

Ora se a Nação não gera bastante riqueza não é possível se fazer o investimento necessário na modernização das Forças Armadas Nacionais.
E aqui, tal como no futebol, os 'rivais' não vão ficar à nossa espera. As consequências, essas são muito muito muito muito muito mais graves como é óbvio, pois estamos a falar na Defesa Nacional.

Portugal no passado, chegou a estar no auge a nível militar. Biologicamente estamos a falar do mesmo povo - ainda que admita que a qualidade biológica do povo Português tenha descido particularmente nas últimas 4 décadas - , a mesma média de QI e a mesma média de níveis de testosterona.
O que mudou então para passarmos da Glória à decadência?


Portugal tem porta-aviões?
Tem submarinos suficientes? 
Tem efectivos suficientes?
Os efectivos estão todos armados com armamento moderno?
As Forças Especiais são especialmente acarinhadas e envolvidas num necessário misticismo nativo, ou reina o igualitarismo?
Portugal tem para os próximos anos e décadas um programa arquitectónico e de estética devidamente planeado que misture o clássico+futurismo com recurso a esoterismo e simbologia étnica de modo criar uma identidade nativa muito forte o que consequentemente faz aumentar o fanatismo, orgulho e compromisso nacional?
Portugal fabrica armamento de qualidade?
Portugal é auto-suficiente a nível alimentar?
Portugal tem uma natalidade nativa de pelo menos 2 filhos nativos por casal nativo?
Tem aviões suficientes? Os que tem são modernos ou modelos ultrapassados?
Tem helicópteros suficientes? Os que tem são modernos ou modelos ultrapassados?
Tem tanques suficientes? Os que tem são modernos ou modelos ultrapassados?
Tem radares e sistemas de comunicações modernos?
Tem arma(s) nuclear(es)?
Tem um programa espacial ambicioso, visto que o Espaço será inevitavelmente a próxima meta da humanidade?
Tem programas de Eugenia oficializados para melhorar cada vez mais a qualidade biológica do povo?
Tem um desígnio nacional que funciona como projecto agregador de toda a população, independentemente da idade, sexo ou profissão?

Nada disto tem, pois não? 
Amém 3ªRepública!

Notícia+Imagens do dia.

"Dívida pública cresce a ritmo superior ao do PIB
2018-05-22

Valor da dívida das administrações públicas aumentou em março para 126,4% do Produto Interno Bruto, o que levou o rácio a agravar-se 0,7 pontos percentuais."


Notas pessoais:

A culpa é dos NNS...

Pensamento+Imagens do dia.

A democracia serve os interesses da cleptocracia.

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Pensamento+Imagens do dia.

E agora?

Os cristãos Portugueses irão também aceitar os paneleiros? Vão obedecer à bíblia, ao padre local que tem uma opinião diferente, quiçá à sua consciência individual, ou ao líder espiritual do cristianismo - o papa?

É uma espécie de 'déjà-vu' de confusão espiritual e psicológica na mente dos cristãos Portugueses, tal como no passado no conflicto do Ultramar onde Salazar - que era cristão devoto - defendia o Império, uns padres apoiavam, outros eram contra, sendo que mais tarde foi a própria cúpula da igreja em Roma que puxou o tapete aos Portugueses dizendo que o "colonialismo era mau" e portanto "moralmente errado"; tudo isto enquanto soldados cristãos(de várias raças e também da mesma raça) combatiam uns contra os outros no Ultramar.

Resumindo… Reina a dúvida em vez da certeza!

É o eterno problema e erro crasso em adoptar religiões universalistas, ainda para mais vendida$ e com princípios que variam com as 'modas'.

Como já disse 99999999999999999999 vezes; qualquer religião que vá contra as leis da Natureza não é uma religião legítima, visto que a Natureza é responsável pela criação do Homem e este último responsável pela criação das religiões. E portanto sem a Natureza não existia o Homem, e consequentemente não podiam existir as religiões.

Se a Natureza tivesse criado o Homem para este ser sexualmente penetrado, este teria então tal como a mulher dois buracos da cintura para baixo; um de saída e outro de entrada. Mas não tem, pois não? O Homem só tem um buraco da cintura para baixo e é de saída.
Só a Mulher foi feita para ser sexualmente penetrada.
O Homem foi feito para penetrar; e não para ser penetrado.


E eu já sei qual vai ser o (pseudo)argumento dos paneleiros, sejam eles liberais 'esquerdistas' ou libertários da 'direitinha':
"Os buracos do meu corpo são meus, logo eu é que sei o que faço com eles e para o que eles servem!"

Então agora peguemos nessa (pseudo)argumentação, e coloquemos a seguinte questão:
  • Se um gajo enfiar um garfo de comida no ouvido, e em vez de o enfiar na boca argumenta que o buraco é dele e ele é que sabe onde enfia a comida; tal comportamento passa a ser socialmente aceitável em cafés, restaurantes, etc? Ou tal indivíduo é internado num hospital de malucos? Onde fica então a 'fronteira' do que é legítimo ou não, do que é racional ou não, de quem é maluco e quem não é? Quem o determina, e quais as regras?
E para além dos danos relativos à saúde mental da sociedade, os paneleiros provocam GRAVES danos na saúde biológica da sociedade; pois é FACTUAL que eles têm muito maior probabilidade de contrairem HIV e consequentemente espalhar o mesmo na sociedade.

A escolha foi deles; mas depois os custos e despesas no Serviço Nacional de Saúde já dizem respeito a todos… Percebem a coerência?

É este o eterno problema do relativismo moral e da mentira como práctica diária: A sociedade torna-se psicologicamente demente, e as desgraças inevitavelmente irão acontecer cada vez em maior número e com maior intensidade porque não obedecem a quem devem obedecer, e obedecem a quem não devem obedecer.

Mensagem+Imagens do dia.

“Are we not damned fools to continue to let the enemy dictate the terms of the struggle?”
-George Lincoln Rockwell

segunda-feira, 21 de maio de 2018

First Fight-Мизантроп (Eng/Srb Lyrics)

Notícia+Imagens do dia.

"1,400 Aryan Dutch Girls Sex-Trafficked Every Year by 
Non-Aryan Invaders, Police Admit

At least 1,400 Aryan Dutch girls are sex-trafficked every year by non-Aryan “immigrants” from Morocco, Turkey, the Caribbean and Gypsies from Eastern Europe, police in the Netherlands have admitted.

News of the scandal has emerged after a joint peroration between police and “Watch Nederland,” one of the Dutch government’s Department of Social Welfare organizations, the Center against Child Abuse and Human Trafficking (“Centrum tegen Kinderhandel en Mensenhandel”) was reported by the Dutch newspaper Algemeen Dagblad.

The investigation showed that the non-Aryan first groom the girls to be their sexual partners, and then film themselves having sex with the girls. The videos are then used as blackmail – if the girl doesn’t agree to become a prostitute, then the video of the girl having sex is released on social media.

Police specialists in human trafficking, Marijke van Overveld and Esmee Huijps, told the Alegemeen Dagblad that the traffickers are “Moroccans, Turks, Antilleans and Roma.”
Immigrants from the Antilles come from the “Netherlands Antilles,” a number of islands in the Caribbean Sea located due north of the South American coast.
Many of the girls being abused are in the Dutch social care system or come from run down housing estates, which is a situation very similar to that in the UK where non-Aryan gangs also engage in the same practice."


Notas pessoais:


Alguém viu os média critpo-judaicos 'Portugueses' falarem nisto?
Claro que não… Interessa é apanharem 'boleia' do caso dos gajos da juve leo para depois malhar em todos os adeptos(eu já vos topei há muito FILHOS DA PUTA) e meterem todos os Ultras no mesmo saco, para depois quererem fazer futuramente a cama aos NNS através de nova legislação democrático-inquisitória.
A mega-manipulação na mente das massas já está em marcha...


Aguardo pela vossa coerência e pedirem o fim do multiculturalismo tal como pedem o fim de todas as claques independentemente de…

Chamo também a atenção para o TERRORISMO JORNALÍSTICO que consiste com uma narrativa em sintonia que é : "Temos o exemplo de Inglaterra em que acabaram com os hooligans."
Ah! Grande exemplo! Porque agora com os paquistaneses e afins a violarem as mulheres Inglesas DIARIAMENTE, os islâmicos a passarem por cima das pessoas com carros e camiões, e atentados à bomba; agora sim, é que está tudo porreiro pah!
(Mas ao menos já não há hooligans…)


Factos versus TERRORISMO JORNALÍSTICO:
  1. Hooliganismo consiste em confronto com outros hooligans rivais. Agredir inocentes, roubar estações de serviço e afins não é hooliganismo, é vandalismo! Isso é comportamento de ultra$, e não de Ultras.
  2. A violência por si só, não pode ser condenável: a violência pode ser legítima ou ilegítima; corajosa ou covarde; de cariz marxista, capitalista ou nacionalista, etc... A violência não é toda igual.
  3. Sem os Hooligans Nacionalistas na rua, as mulheres nativas da Europa ficam sem quem as defendam; ou vão ser os burgueses - sejam eles da esquerda caviar ou betinhos conservadores - e os ressacados que vão correr com os invasores(que nem deviam estar cá dentro em primeiro lugar) à pancada? Por alguma razão uma das Nações mais seguras para as mulheres Europeias é a Polónia… É que lá há poucas ovelhas e muitos lobos, e os forasteiros não-Arianos batem a bolinha baixa…
  4. A corja armada em moralista é um governo composto por estalinistas, trotskistas, leninistas, maoistas e afins; cuja ideologia de merda é responsável por mais de 100 milhões de inocentes assassinados. Grande moral para falar em "violência" não haja dúvida…
  5. Essa mesma corja armada em moralista apoia o maduro da Venezuela; que por falar nisso ganhou outra vez as eleições e portanto tem novamente "legitimidade democrática" para espalhar mais miséria, injustiça e repressão sobre o povo Venezuelano…
  6. Outra facção dessa mesma corja armada em moralista apoia o Estado de israel e o GENOCÍDIO aplicado ao povo Palestiniano…
Lavem a boca com ácido sulfúrico antes de falarem nos Ultras e quererem meter tudo no mesmo saco, e preocupem-se mas é em pagarem o que estão a dever de indemnizações relativas à práctica de escutas e videovigilâncias ILEGAIS dentro das propriedades privadas dos cidadãos - homens e mulheres, civis e militares.

Mensagem+Imagens do dia.

"REVOLUTION FROM THE HEIGHTS

There won’t be great awakening of the masses. Masses don’t care. They are degenerate and useless. Completely immersed in consumerism and brainwashed. 
Why should superior look to inferior for help anyway? 

But are we superior? Just because we are aware of what is happening around us?
No.
Our job is to create of ourselves the new elite, first of all a spiritual one. The elite guided by the higher aristocratic ideals.
We must attach ourselves to the Heavens, to be a bridge between God(s) and Earth, like a fixed pole around which people will gather, attracted to us like certain metals to magnet.
Leaders must embody what they preach, they must be living examples of the Idea they represent. And our Idea is the highest and the most noble one.
They must embody the “Olympian” superiority.

Urgency has become one of the general characteristics of recent times—the thrust and the action of a rupture starting from below, and in function of the low, exercised upon existing structures. And this corresponds to the only proper and legitimate meaning of the term “subversion.”
This situation takes as its evident presupposition the crisis of the whole of the structures involved, be these politico-social or cultural and intellectual structures. Thus it accompanies a process against the modern world, against bourgeois society and capitalism, against an order which has been reduced to an externally checked disorder, against forms of existence which have become devoid of every higher, dehumanizing, creative meaning—or, to use a term which today is commonly abused, of “alienation.”

In the politico-social field the phenomenon presents such definite forms that it is almost superfluous to linger on them. No one is so myopic as to fail to understand, by now, what the famous “social justice,” for example, really means. It is in no way true justice, the distributive justice of the suum cuique, based on a principle of inequality, and already defended by the classics beginning with Aristotle and Cicero. It is rather a partisan pseudo-justice, said to be at the exclusive service of the interests of the lowest classes, the so-called “workers,”... It exists under the sign of myths that serve only to pave the way little by little for the ascent of the leftist forces in the State.

One should react, in the name of aristocratic, qualitative and spiritual ones: that which could bring about a yet more radical rectifying action, if only men could be found who are truly up to the heights, and who are armed with sufficient authority and power, so as to prevent or to smash, by a revolution from the heights, any such velleity or principle of revolution from below.
 

Unfortunately, however, one sees ever more clearly how far such perspectives lie beyond the intellectual horizons of our contemporaries. One can ascertain rather how even those who presume to battle against the “established disorder” of the modern world by raising indictments (which are by now obvious and almost taken for granted) against the current society, and putting forth even the values of personality and of Christianity, do not hide their elective affinities for the lower, for the “demands” of the low, and for the pseudo-humanism of the left, and demonstrating precisely as much intolerance and incomprehension for every possible solution which takes the form of a system resting on a principle of authority and sovereignty, of true order and true justice."
-Julius Evola